,

Síndrome de choque tóxico origina amputação de perna em modelo

Lauren Wasser nem podia imaginar as consequências da utilização de um simples absorvente interno

Lauren Wasser era uma jovem modelo que, aos 24 anos, passou por um quadro de síndrome de choque tóxico.

Houve um dia em que Lauren decidiu ir a uma farmácia para adquirir uns absorventes internos da sua marca favorita – da Kotex Natural Balance.

Nesse dia, mudou três vezes de absorvente: de manhã, à tarde e à noite.

Depois, foi a uma festa, onde se sentiu doente e decidiu logo ir para casa. Lauren apenas seria encontrada, na manhã seguinte, por um amigo: estava praticamente desmaiada e com imensa febre.

No começo, os médicos encararam tudo como um ataque no coração. Até que um especialista quis saber se a jovem estava a utilizar um absorvente interno.

Perante a resposta afirmativa, o material foi enviado para um laboratório e as análises comprovaram a síndrome de choque tóxico.

As consequências foram irreversíveis para Lauren: a modelo sofreu uma amputação na perna direita.

Esta síndrome atinge as mulheres que utilizam constantemente um absorvente interno de elevada absorção e constituído por material sintético. Afinal, esse tipo de produto multiplica a existência da bactéria Staphylococcus aureus no organismo das mulheres, o que origina a doença.

Para evitar a síndrome, é recomendável trocar o absorvente de quatro em quatro horas, nomeadamente num clima tropical.

As manifestações aparecem de repente: desde febre elevada a dores na garganta, sem esquecer os vómitos e a ausência de memória.

A síndrome pode causar perda de cabelo, anemia e lesões nos rins. Até é capaz de matar.

Daí que seja essencial evitar absorventes com fibras sintéticas, preferindo as fibras de algodão.

Partilhe este alerta tão relevante com os seus amigos e familiares!

Fonte: O Globo

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Saiba porque o nosso país é tão rico

Vegetais bastante saudáveis